quinta-feira, 17 de abril de 2008

Sem rumo.

Imagem tirada da net.

Cabeca ao vento,
corpo sem rumo,
pensamentos confusos,
pes fora do chao,
e minha mao parece nao ter
coordenacao...


Penso em varias coisas,
faco tudo ao mesmo tempo,
e nao termino quase nada,
esta tudo distante e tao perto
ao mesmo tempo.



Estou dentro de um mundo,
que nao pertenco,
mas parece que gosto de viver aqui,
apesar de nao entender os
terraqueos.


Estou com os pes ao ar,
mas longe de alcancar
os ceus.
Meus bracos parecem sem
forca para remar contra
mare.


Mas continuo a vida,
voando,sonhando,
e variandooooooooo.........(rsrrsrs)

11 Pensaram alto.:

marana disse...

adorei viu...caramba ta que nem eu rsrsrsrsr

Lyra disse...

Hoje não me apetece comentar..., apetece-me apenas deliciar-me e guardar só para mim todas as emoções que saltam da tua escrita.

Beijinhos e até breve.

Egoísticamente (risos), Lyra

;O)

Belinha disse...

Oi! sei que tenho andado ausente, mas tem sido por uma boa causa.
passei para desejar um bom fim de semana porlongado.
voltarei com mais calma.

Jokas ;)

Negâ disse...

Tem um lugarzinho nesse mundo todo seu pra mim...rsrsrs

Beijoss

Digão disse...

Ae Digão meu irmãozinhu, estou de volta, rs. Pra variar adorando os seus poemas rs
Te indiquei um selo lá no blog blz?!
Abração

.drummerchick. disse...

Cara, desculpe a falta de sensibilidade, mas quando eu li a primeira estrofe, a primeira coisa que me veio à mente foi "oxe! ELE TÁ É CHAPADO!!!"

Brincadeirinha, tá?

Gardagami disse...

See Please Here

Moniquetudybom disse...

às vezes sinto-me assim todos os dias desde que nasci
kkkk

Bruno Vox disse...

Muito bom a poesia. Parabéns Digão.

Suzana Sotero disse...

Disse tudo...vc resumiu muitas coisas que tenho pensado e vivido...
otimo poema!
abraço!

Éverton Vidal disse...

POis é Digao... na verdade cada pessoa tem seu próprio mundo mesmo, dentro do Mundo, e entre os mundos dos outros. Viajei no teu poema my brother!
Inté!